500 ml

Jun/17.

De pequena produção, 60 mil garrafas/ano, situada em Atlântida a 45 km de distancia da capital Montevidéu no Uruguai voltada para exportação em dois mercados massivos, Brasil e Estados Unidos experimentei o Tannat de entrada da Viñedo de los Vientos. O nome é proposital, reflete o clima da região de forte corrente de ar entre o Oceano Atlântico e o Rio da Prata.  De filosofia familiar desde a década de 40 passou por redirecionamento estratégico a partir da gestão do casal  Pablo Fallabrio (neto do fundador) e Mariana Cerutti sua esposa. Foco no mercado externo com abordagem ao público que busca vinhos mais prontos. Incomum neste exemplar de Tannat o tamanho da garrafa ofertada em 500ml, ideal para uma refeição a dois sem exageros. A bodega oferta um portfólio pequeno e afiado com destaque para o branco Arneis com Chardonnay e o Eolo Tannat top da casa. São 17 hectares com manejo de baixa intervenção, maquinário espartano e marketing global bem atualizado, mesclando valorização da tradição e parceria com os players de vendas de vinhos pela Internet garantindo divulgação ao público de acesso introdutório ao vinho.

vientos2

VIÑEDO DE LOS VIENTOS TANNAT 2014. Região de Atlântida, Canelones, Uruguai. Apenas de 30 a 40% da Tannat estagia em carvalho francês, preservando parcela da fruta intacta e arredondando as arestas comum a cepa. Na taça apresenta cor vermelho rubi púrpura, textura fluída, intermediária formação de pernas denotando um vinho de perfil dócil. Olfato de framboesas e amoras pinceladas com caramelo, chocolate meio amargo, noz moscada e fundo de pimenta do reino. Na boca é de incomum maciez tratando-se de um Tannat uruguaio, ajustado, sem cotovelos, os taninos domados porém atuante no leve secar de boca característico. De paladar levemente tostado que lembra café de torra média, especiarias e um amargor 100% dark. Acidez regulamentar, funciona solitário como companhia de uma conversa ou bom livro, passa coadjuvante e isso é um elogio para as pretensões deste Tannat comportado de 13,5º de álcool bem integrado. Custa na faixa de R$40 bastante acessível para um momento de informalidade e “bola de segurança” para refeições rústicas como uma empanada clássica uruguaia ou um pastel de forno sem nenhum requinte.


AVALIAÇÃO:

3 saca rolha

PREMISSAS:

R1|R3|E3

Conheça nosso Sistema de Avaliação .