Amor ao mar

Jul/17.

Pedaço da história sul-africana. Fundada em 1693, quando o governador do Cabo, Simin van der Stel, doou a terra a Henning Hüsing, que deu à fazenda o nome de Meerlust, “amor ao mar”, devido as brisas que chegam a terra vindas da baía False. Johannes Albertus Myburg comprou a propriedade em janeiro de de 1757; atualmente, Hannes Myburgh é da oitava geração da família dona da propriedade – Meerlust Estate localizada em Stellenbosch, a segunda colônia europeia mais antiga na África do Sul. O ícone da casa, lançado em 1980, o Rubicon figura entre os vinhos selecionados no livro 1001 Vinhos para Beber antes de Morrer, o tempo de guarda sugerido é de até 25 anos. A propriedade detém 400 hectares, sendo 110 de vinhas, destinados ao cultivo majoritariamente de variedades bordalesas, mais recentemente a Pinot Noir. O vinicultor Giorgio Dalla Cia é o responsável pela reputação conquistada na década de 70 a 80, atualmente Chris Williams é o enólogo chefe da casa.

meerlust1

MEERLUST CABERNET SAUVIGNON 2010. Stellenbosch, África do Sul. 100% CS com estagio de 18 meses em carvalho francês sendo 80% novo e 20% de segundo uso. O solo deste vinhedo é extremamente pobre, argila negra característica da região, com forte stress para a vinha. Na taça apresenta intensa cor vermelho escuro, retinto, concentrado, textura densa, denota o “peso” da estrutura com arcos longos e lágrimas espessas. Aromas de fumo, verniz, cedro, toque de licor de Amarula®, a madeira emprega força, nitidamente sem constrangimentos. Demasiado herbáceo “fora do tom” no retro olfato e também no paladar. Bebe-lo sozinho é uma opção remota, pesado necessita de harmonização condizente. Esbanja fruta concentrada em forte redução, álcool (14,5º) demasiado, chocolate amargo mentolado (seu melhor momento), terroso e bastante salgado no final de boca. Com 7 anos de vida, os taninos estão atenuados, contundente acidez, corpo cheio, bastante quente no palato. Em nenhum momento detectei a elegância que sugere algumas publicações em referencia a filosofia de châteaux que influencia a casa, talvez o picante que, sim, lembra alguns exemplares de Bordeaux, mas fica por aí. Custa na faixa de R$150.


AVALIAÇÃO:

2 saca rolha

PREMISSAS:

P3|R4|E2

Conheça nosso Sistema de Avaliação .