Chorume do bem

Jan/15.

Inovação ou Invenção? Quiça lembre sigla partidária D.M.D significa Dupla Maturação Direcionada. Complicadíssimo termo que proveniente de Irineo DallAgnol é no mínimo autenticidade. O contra rótulo minucioso  descortina o mistério do que na prática pretende a ESTRELAS do BRASIL com este vinho que não precisaria de pirotecnia afinal é fruto de uma safra histórica no RS onde a natureza brindou a todos, bastaria simplicidade. Pois bem, alguém pensou diferente…

dmd44

Esta dupla maturação é um torniquete, uma tortura de 2 semanas com fins de asfixia gradual onde a uva vai secando lentamente ainda no parreiral. Contando assim é um vinho dramático! Qualquer comparação com um Amarone é  galhofa obviamente. A taxativa instrução de 10hs de decanter abdiquei pois não tenho paciência nem com meu Piá por tanto tempo. Acredito que isto sirva apenas em proteção a vinícola caso alguém reclame de que é ruim (brincadeira). A resposta está pronta: decantastes por 10 horas? Tipo o médico justificando a ineficácia do tratamento pois o paciente não respeitou o intervalo recomendado. Até nisso o Irineo inventa moda! Fui no meu limite com afinco, esperei por 2 horas. Valeu a pena?

dmd1

Sim!!!! Sei disso pois tomei como 99% dos ansiosos e curiosos uma taça direto da garrafa e as demais do decanter. Duvido que melhoro de 2 horas para 10 horas mas de nenhuma hora para 2 ou 3 horas melhora sim Senhor. Um vinho engarrafado por 10 anos já é altamente recomendável uma oxigenação, este DMD 2005 que foi pensado como um Amarone  é obrigatório. O ganho sensorial está no libertação do chorume do bem que este vinho tem. Do bem pois vale ouro igual biofertilizante de humus ou chorume de minhocas. Os aromas são muito parecidos – impressionante! Preferido a elegância, lembra aceto balsâmico daqueles mais genéricos e curtume, mas digo que vai além: é azedo, fermentado, cozido, decomposto. Uma delícia!  Nada igual no conceito em solo gaúcho, NA-DA! Muitos não vão gostar, provavelmente aos que tem restrição gustativa a alimentação do reino Fungi. É um vinho que implora por alimentos que crescem com a fertilidade do humus, tem cheiro “esquisito” que pode gerar similaridade a “algo em decomposição”. Particularmente opto por saborear este Cabernet Sauvignon solo! O plano B imagino polenta mole e Ossobuco tradicional na panela de ferro. Regue o preparo com um copo do DMD. Os aromas terciários e a cor vão se fundir no mesmo vermelho escuro com bordas acastanhadas da taça com a redução do refogado, passata e balsâmico. Salivando…

A mágica não está exclusivamente na técnica de sufocamento da uva, nota-se também na estratégia comercial. Safra Vintage (2005), apenas 2.800 vasilhames, método controverso, custo operacional com longa espera em cave, tudo para custar no patamar de R$100 observado a concorrência. Pois bem, R$45. Corra! Coloque no currículo seja qual for a opinião.


AVALIAÇÃO:

5 saca rolha

PREMISSAS:

R1|R5|E5

VALORIZAÇÃO:

2

Conheça nosso Sistema de Avaliação .