Lisboa para gringos

Dez/16.

Simpático slogan que pretensiosamente e subliminarmente sugere a vinícola Vidigal Wines situada na zona de Leiria, centro de  Portugal, como um encanto contemporâneo para o mercado mundial de vinhos que reconhece na autêntica Lisboa, um lugar que simboliza autenticidade de uma capital majoritariamente “pacata” em contraponto as demais centros europeus, mais urbanos. Lisboa emprega esta marca, que a Vidigal Wines potencializou com enorme competência comercial. A empresa exporta 90% de sua produção, que chega a 3 milhões de garrafas/ano. São 40 vinhos diferentes para 30 destinos internacionais em 5 continentes. Atualmente, a Vidigal está dividida entre 40% de capital norueguês e 60% na posse do Diretor com dupla nacionalidade portuguesa-dinamarquesa, António Mendes. A grande maioria dos vinhos da Vidigal, nomeadamente os da região vinícola de Lisboa, são produzidos muito perto do Oceano Atlântico – cerca de 30km – e, como tal, sofrem grande influencia das brisas atlânticas o que resulta em vinhos frescos e sempre muito frutados. A área de produção da vinícola alcança 450ha. de vinhas, possível através de parcerias com outras regiões produtoras: Lisboa, Tejo, Douro, Alentejo, Dão, Beiras e Vinho Verde. A Vidigal Wines se propõe a comercializar o melhor vinho possível ao mais baixo preço possível.

porta2

PORTA 6 SPARKILING WINE. Primeiro espumante da Vidigal Wines. Método Charmat. Corte de 70% Arinto, 25% Fernão Pires 5% Chardonnay. A linha Porta 6 conta com o lindo trabalho de aquarela que estampa os rótulos de seus vinhos. O artista alemão Hauke Vagt, residente há 20 anos em Lisboa. Este rótulo da imagem, foi pintado na primavera de 2014. Inspirado pelos habitantes da cidade de Lisboa, retrata o quotidiano de uma cidade estendida entre o tradicional e o moderno. Na taça apresenta cor amarelo esverdeado bem jovem e límpido. Textura bastante fluída, liso. Aromas de frutas ácidas bem frescas e com adequada maturação. No paladar é ligeiro, o frutado didático do morango, acerola, kiwi, bergamota… como se estivesse filtrado em várias camadas, abreviando a intensidade ao máximo. Lembra muito a categoria dos refrigerantes que não são refrigerantes, das águas que não são águas – o tal H2OH!®, bebida levemente gaseificada, uma grande jogada ao novo mundo. O Porta 6 tem perlage ligeiro, efêmero, acidez média, é predominantemente seco, os 12,5% de álcool adequados, se vai fácil, não deixa rastro. Um espumante de perfil introdutório, adolescente. Custa na faixa de R$35, bastante acessível a quem procura “congelados”.


AVALIAÇÃO:

2 saca rolha

PREMISSAS:

P1|R3|E2

Conheça nosso Sistema de Avaliação .