Top of Mind Maipo

Nov/16.

Tradicional bodega desde 1874 no coração do Vale Maipo no Chile, a Vinã Tarapacá. Seu rótulo “top of mind” ano após ano, o Etiqueta Negra, um Black Label® dos vinhos chilenos. Deste rótulo monovarietal na rotulagem (recebe na prática uma “pitada” de uma ou duas outras castas) são produzidos em média 120.000 garrafas por safra. Seu “irmão” azul atende por um corte proporcional de 4 castas, nem sempre é produzido, apenas em safras excepcionais. O Etiqueta Azul atinge a produção de 50.000 garrafas por safra. Já o top de gama da casa é o Tara Pakay (significa, Árvore Escondida), bastante caro, corte de Cabernet Sauvignon e Syrah, produção de “alta costura” da vinícola com produção de menos (ou muito menos) de 10.000 garrafas por safra. Seus vinhos de entrada e intermediários são facilmente encontrados em lojas de bebidas generalistas de porte variado, supermercados, restaurantes de cotidiano, fruto de décadas de bom posicionamento de preço e confiança em um produto acessível ao estilo “American Taste”.

etiqueta1

TARAPACÁ GRAN RESERVA ETIQUETA NEGRA 2010. Valle del Maipo. Cabernet Sauvignon com uma pitada de Cabernet Franc (aprox. 10%). Um vinho feito para durar de 10 a 15 anos sem preocupações. Estagia em carvalho francês e americano por 14 meses. Diversas são as safras comercializadas, encontrou-se determinado padrão e as variações são tênues de uma safra para outra. Observa-se em alguns anos uma mudança de estilo do enólogo do que propriamente da vinha, como uma atualização de versão mas com o mesmo conceito intacto, o que o torna um Black Label®, uma compra segura para quem aprecia o estilo sem surpresas. Na taça apresenta tonalidade vermelho púrpura. Textura menos intensa em viscosidade do que eu esperada. Lágrimas numerosas e pernas de média aderência ao cristal. Olfato fragrante do carvalho, da fruta vermelha em calda, do alcaçuz, da canela em pedaços. Muito didático. Na boca confirma o olfato em tudo, agrega licor de cassis e figos. Os 14,5º de álcool estão muito bem integrados, não chega a esquentar as papilas, sim, sem sombra de dúvidas marca presença mas não é inoportuno. Este fator, álcool devidamente entremeados,  considero determinante para o sucesso de vendas deste vinho, entrega potência sem gerar cansaço no bebê-lo. Parceria ideal para carnes com boa textura e gordura, excesso de especiarias no preparo pode atrapalha-lo recomendado apenas um toque do sal. Surpreendeu-me o fato de um final de boca classudo, ao estilo americano é verdade, mas muito bem acabado, de corpo cheio, acidez suficiente. Encontra-se no arco inicial de apogeu, mais 4 a 5 anos em crescente. Bem envelhecido deve surpreender, tem tudo para aportar notas de destilados finos. Muita variação de preço devido sua larga distribuição, custa na faixa de R$150. (*)O consumidor que pesquisa oportunidades encontrará pontualmente preço menor. Já esteve por anos no limítrofe de R$100, o que o tornava certeiro.


 AVALIAÇÃO:

4 saca rolha

PREMISSAS:

P3|R4|E2*

Conheça nosso Sistema de Avaliação .