Um gole para Netuno

Set/16.

O açoite do Oceano Atlântico nas rochas de arenitos quartzosos do Morro das Furnas em Torres no RS o encontro da obra e a inspiração do rótulo que ilustra o novo vinho branco do Atelier Tormentas. Nas Furnas funcionavam a olaria e os fornos de processamento e queima de conchas para a produção de cal, as caieiras. Desta manufatura era possível construir edificações da Vila de Torres na origem do vilarejo no século XIX, hoje conhecido como a praia da Cal. Marco Danielle retrata este cartão postal histórico da mais bela praia gaúcha em sua mais recente aventura na vinificação em branco, a série ensaios experimentais, Gewurztraminer e Viognier 2015. Sendo o interesse aprofundar-se no estilo do Atelier, vale conferir este post.

torres2

ATELIER TORMENTAS GEWÜRZTRAMINER e VIOGNIER 2015. Campos de Cima da Serra, Vacaria/RS. Apenas 250 vasilhames de 750ml e 23 magnun. Na taça a cor é amarelo pálido, levemente turvo. Aromas de uma fruta bem natural, limpa, remete a simplicidade aromática de um vinho de mesa com uma segunda camada mais intrigante de carambola e camomila. No paladar predomina chá de casca de abacaxi, de inicio cítrico e final amargo. Gostoso o toque de casca de laranja-da-terra cristalizada. O álcool é percebido pela velocidade que o sentido de lucidez alerta sua chegada a cabeça, não atrapalha, mas foge do estilo bem integrado dos tintos da casa. O corpo é magro, boa persistência, acidez equilibrada. Finaliza com um “Ok! valeu a pena conhecê-lo”, não gera destaque pela excitação. Encaixa perfeitamente no conceito Ensaios Experimentais. Custa no site do produtor R$140, paguei R$98 na compra antecipada, o que o torna honesto pela exclusividade.


AVALIAÇÃO:

3 saca rolha

PREMISSAS:

P2|R5|E3

VALORIZAÇÃO:

1

Conheça nosso Sistema de Avaliação .