Veio para ficar

Jan/17.

Com o slogan “Quando o impossível se torna realidade se converte em paradoxo”, a vinícola Salton lançou em 2015 a linha Paradoxo para ampliar seu portfólio no competitivo mercado de entrada de vinhos finos na faixa até R$40. A linha Paradoxo está inserida no plano de expansão que a vinícola nomeia de conceito contemporâneo que valoriza o frescor e a descomplicação. A vedação com tampa de rosca evidencia a aderência ao plug and play, que revolucionou o mundo do hardware devido a facilidade. No universo dos vinhos, o screw cap  tem o mesmo viés, porém ainda não revolucionou mas tem ganho terreno e ampliando sua utilização, o que particularmente me parece inevitável e um caminho sem volta. Indiscutivelmente é a melhor vedação para vinhos jovens, de consumo imediato ou no curto prazo. O segmento de restaurantes é também um alvo da Salton, pois a linha Paradoxo tem forte apelo gastronômico, alia fácil tradução a culinária acessível e preço competitivo.

paradoxo2

SALTON PARADOXO PINOT NOIR 2014. Campanha Gaúcha/RS. Estagia por 12 meses em carvalho francês de 225 litros. São 3 tintos (PN, CS e Merlot), 2 brancos (Chardonnay e Gewürztraminer) e 1 espumante brut, que compõem a linha. Na taça apresenta cor vermelho rubi granada, uma coloração mais carregada que habitualmente se apresenta a PN. Textura que remete ao vinho mais elaborado com ligeira viscosidade e maior aderência ao cristal, lágrimas de média intensidade. Olfato bem vivo, fresco, percebe-se o tostado leve, ligeiro cassis, framboesa, mirtilo. No paladar o ataque é de acidez contundente, reforça as frutas vermelhas, com cereja em conserva como destaque. Final de especiarias doces, e certo terroso. Bebe-se com conforto, taninos sutis, apesar do álcool com 13,5º mostrar um vigor desnecessário principalmente com a maior oxigenação. Afirmativo na proposta do frescor, porém não é tão descomplicado quando se anuncia. O carvalho emprega “peso” e alguns “músculos” se criam, o que me parece contraditório ao Paradoxo. O caminho é favorável a nova linha, reflexão ao fato do excesso de madeira para quem pretende ser majoritariamente informal. É um Pinot Noir de camisa polo e blazer. Custa na faixa limítrofe de R$40. Parabéns ao expressivo rótulo!


AVALIAÇÃO:

3 saca rolha

PREMISSAS:

P1|R3|E3

Conheça nosso Sistema de Avaliação .